EVOCAÇÃO DE PEDRO BORGES NOS 10 ANOS DA SUA MORTE

05/02/2013

Passam hoje, 5 de fevereiro de 2013, dez anos do falecimento de Pedro Luís Morais Borges, antigo Diretor Delegado dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) de Beja e Vice-Presidente do Conselho Diretivo da APDA entre 1988 e 2000.

Pedro Borges foi o representante dos antigos SMAS de Beja que outorgou a Escritura Notarial que criou a então designada Associação Portuguesa dos Distribuidores de Água, assinada a 13 de janeiro de 1988, no Palácio da Pena, em Sintra. Através da APDA foi também um dos representantes de Portugal, a partir de 1991, no Conselho de Administração da EUREAU, a Federação Europeia das Associações Nacionais dos Serviços de Água e Saneamento.

Nascido a 25 de maio de 1944 na freguesia de São Paio, concelho de Arcos de Valdevez, distrito de Viana do Castelo, Pedro Borges era licenciado em Engenharia Químico-Industrial pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e pós-graduado em Engenharia Sanitária pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.

Começou a sua carreira profissional como professor e depois como técnico no Centro de Saúde Distrital, em Bragança. Em outubro de 1975 é transferido para o Centro de Saúde de Beja, onde leva a cabo diversas atividades, entre as quais as de preletor e monitor em vários cursos de formação. Após uma passagem pelo Centro de Saúde Distrital de Évora, ingressa em 1984 nos então SMAS de Beja, sendo nomeado Diretor Delegado destes Serviços em março desse ano, cargo que ocupou até dezembro de 2001. Sob a sua direção o projeto da Barragem do Roxo saiu do papel e terminou com a até então crónica falta de água em Beja.

Foi durante o tempo de frequência do II Curso de Especialização (Pós-Graduação) em Engenharia Sanitária, na FCT-UNL, que Pedro Borges se relacionou de perto, e colaborou estreitamente, com alguns colegas de então e que hoje desempenham funções de relevo no setor da água em Portugal, como são, entre outros, os casos de Jaime Melo Batista, Presidente do Conselho Diretivo da ERSAR, Arnaldo Pego, Presidente da Comissão Organizadora do ENEG 2013, Eduarda Beja Neves (APRH/LNEC) e Rui Godinho, Presidente do Conselho Diretivo da APDA.

No ano em que celebra o seu 25.º aniversário, a APDA não pode deixar de lembrar alguém que, com a sua capacidade técnica, espírito associativo e sentido de progresso, participou ativamente no lançamento das bases e na consolidação daquilo que a APDA hoje é: uma Associação dinâmica, interventiva e parceira incontornável no setor da água em Portugal e na Europa.




design bin�rio