ATÉ A PSP FALOU DE ÁGUA EM BRAGA

26/07/2018

Braga foi, no passado dia 3, uma extensão da APDA que procura, cada vez mais, descentralizar para estar mais próxima dos seus membros e entidades que gerem a Água em Portugal. Foi assim com o II Seminário de Comunicação e Educação Ambiental da APDA – “Falar dentro de Água”- onde, em parceria com a AGERE, levámos a discussão e partilha destas matérias para a cidade dos arcebispos.

Tendo como palco o novíssimo Forum Braga, e as magníficas instalações do Pequeno Auditório, a Sessão de Abertura iniciou com mais sessenta pessoas na sala, e com a presença que muito nos orgulha do Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, que iniciou os trabalhos ao lado de Rui Morais, Presidente do Conselho de Administração da AGERE, e Rui Godinho, Presidente do Conselho Diretivo da APDA. Todos eles fizeram referência à importância da comunicação e sensibilização no setor e como o trabalho conjunto dos nossos membros e do recém-formado Grupo de Trabalho de Comunicação da APDA, pode ser um motor para uma maior eficiência na difusão da mensagem do setor e a sua partilha de forma mais uniformizada.

 

 

As sessões da manhã iniciaram-se com um conteúdo mais teórico e abrangente com as intervenções sobre Processos de Gatekeeping e Mediatização no setor da Água, por parte da Carla Grou, sendo seguida de uma viagem pelo Matrix que é a criação de redes nacionais e internacionais e a forma como elas potenciam a comunicação do séc. XXI. A “viagem” foi conduzida por Carlos de Sousa Santos.

 

Após a pausa para café, vieram as Marcas e casos de sucesso com uma viagem sobre a Bracara Augusta, a cidade autêntica que o Ricardo Gomes da Comunicação do Município nos mostrou, e nos despertou a vontade de aqui voltar.

As expectativas sobre a apresentação seguinte eram elevadas, e quando o Comissário João Moura, da Comunicação da Polícia de Segurança Pública, subiu ao púlpito fez-nos mergulhar na inspiradora forma de comunicar da PSP através de redes sociais e criação de proximidade com os cidadãos de forma leve e descontraída. A energia subia com a forma como o Comissário nos deu um “banho” de água fresca e incentivou as Entidades Gestoras a desafiarem a Comunicação Institucional de forma pensada e estruturada tanto como corajosa e criativa.

 

Parecia que ninguém queria ir almoçar, quando a Maria João Costa, pegou nas “rédeas” do palco e com uma energia única e deu-nos umas luzes sobre “Lives” e Comunicação em Real Time, com entrevistas à nossa Raquel Mourinho da Águas do Tejo Atlântico e aos nossos Carlos Mendes e Daniel Queiroz, dos SMAS de Almada. A Maria João brindou-nos ainda com umas “perguntinhas” ao Presidente do Conselho Diretivo da APDA, Rui Godinho, antes de irmos para almoço.

 

Já durante a tarde, a recém-eleita interpares do Grupo de Trabalho de Comunicação da APDA. Teresa Fernandes, apresentou-nos o grupo e os seus objetivos e sonhos, e deu o mote para uma tarde em cheio, que se iniciou com a Intervenção da Cláudia Matos Morgado, que falou da comunicação de género e superação de estereótipos também no setor da água.

 

De seguida a Sofia Vieira da AGERE, apresentou-nos as múltiplas ações da Entidade Gestora que nos recebeu de braços abertos em Braga, antes de a Elsa Luz do Grupo Águas de Portugal nos dar uma visão geral do Estudo sobre as Atitudes e Comportamentos dos Portugueses face à Água, que despertou um debate sobre os resultados e um interesse generalizado sobre a campanha que será feita para tentar reverter a inércia que existe dentro da população portuguesa no que toca a valorizar e preservar o nosso bem mais valioso.

 

Por fim, o Presidente do CD da APDA deu as palavras finais de agradecimento, resumo e despedida do evento, sem antes ouvirmos o Presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, que com entusiasmo nos motivou a todos a fazer mais e relevou a importância da comunicação no setor e na “sua” Entidade Gestora, deixando ainda mais aberto o Arco da Porta Nova da bela cidade de Braga.

 




design bin·rio