CIDADE DA ÁGUA EM ALMADA

21/05/2019

A Cidade da Água, projeto de requalificação da Margueira, onde funcionaram os antigos estaleiros navais da Lisnave, em Almada, vai ser uma realidade. Além do parque habitacional, está prevista a instalação de um hotel, uma marina, um terminal fluvial de passageiros, um museu e um centro de congressos, ligados entre si por praças e canais, dando origem a um conjunto de espaços públicos únicos.

Classificada como a maior intervenção de requalificação urbana em Portugal após a Expo-98, inclui também a ligação à rede do Metropolitano Sul do Tejo e demais investimentos específicos de urbanização, como os arruamentos ou as redes de águas, esgotos e eletricidade.

O projeto vai nascer frente à Praça do Comércio, em Lisboa, a 2,5 km de distância, do outro lado do rio, visando responder às necessidades crescentes de habitação e de escritórios na capital portuguesa.

Previsto desenvolver-se ao longo de mais de uma década e em função da procura do mercado, o investimento total deve ultrapassar os mil milhões de euros.

A Cidade da Água integra o projeto Arco Ribeirinho Sul, que contempla a reabilitação ambiental e urbanística de três territórios que acolheram áreas industriais em zonas ribeirinhas nos concelhos da margem sul do Tejo. A Siderurgia Nacional, no Seixal, e Quimiparque, no Barreiro, completam o empreendimento.





Design Binário