ÁGUA DE CABEÇO DE VIDE É ÚNICA NA EUROPA

31/05/2019

A água de Cabeço de Vide, freguesia alentejana do concelho de Fronteira, tem características ímpares, razão pela qual é investigada há muito por cientistas nacionais e internacionais, incluindo a National Aeronautics and Space Administration (NASA). A explicação reside nas respetivas propriedades terapêuticas mas, principalmente, no sistema geológico e hidrogeológico em si, único na Europa e raro no mundo.

A grande diferença da água está no alto pH de 11,50, ou seja, demasiado alcalina para consumir, mas muito procurada para efeitos terapêuticos, nomeadamente nas termas locais (Termas da Sulfúrea).

O pH da água captada em profundidade é determinado pelas rochas que, em Cabeço Vide, são desidratadas, o que faz com que a água resulte de um processo geoquímico chamado serpentinização. Este acontece quando uma rocha rica em magnésio e ferro é convertida em minerais de argila do grupo das serpentinas. Juntamente com o pH elevado, o processo produz hidrogénio que, por sua vez, pode conduzir à formação de microrganismos, ou seja, gerar vida.

É por considerarem que a química dos minerais em Cabeço de Vide é semelhante à encontrada no planeta Marte, que os investigadores da NASA já se deslocaram três vezes à pequena localidade alentejana. Os mesmos acreditam poder ainda encontrar rochas semelhantes nas luas de Saturno e Júpiter. 

De acordo com os cientistas, as rochas são a chave para compreender a água e chegar mais longe e, havendo a possibilidade de haver água no estado líquido em Marte, esta pode ter as mesmas características à existente em Cabeço de Vide. 

De recordar que Marte, o planeta vermelho onde já foi encontrada água gelada, tem as condições de habitabilidade mais semelhantes às da Terra.




Design Binário