FRANCISCO FERREIRA: AS BARRAGENS E A ESCASSEZ DE ÁGUA EM PORTUGAL

05/11/2019

O segundo artigo da secção de Atualidade da revista APDA #14 é escrito por Francisco Ferreira, Presidente da Associação ZERO e Professor na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, que nos remete para a pertinência de mais barragens no território nacional e o panorama dos episódios de seca que o país tem vindo a ser alvo.

O autor começa por sublinhar a importância de uma avaliação cuidada e a longo prazo de cada investimento, de forma a balancear os prós e os contras e evitar riscos desnecessários. Assim, “avaliar as vantagens e desvantagens das albufeiras é uma análise que deve ser sempre contextualizada, caso a caso, sendo os resultados muito dependentes da sua função, da localização e dimensão”.

Além disso, e sendo Portugal “particularmente vulnerável ao fenómeno das alterações climáticas, encontrando-se cada vez mais sujeito a fenómenos climáticos extremos, com situações de escassez hídrica e de seca severa mais recorrentes, urge implementar medidas de eficiência hídrica para os vários setores”. Todavia, Francisco Ferreira destaca que o papel em prol da gestão assertiva dos recursos hídricos deve ser desempenhado por toda a sociedade.

Não descartando a pertinência de construir mais barragens no país, o autor ressalva já haver uma quantidade considerável de bacias hidrográficas e que “a decisão tem de esgotar todas as alternativas mais sustentáveis”.

Leia o artigo completo aqui, a partir da página 26.




Design Binário