PLÁSTICO NO MAR: DETEÇÃO EM TESTE NOS AÇORES

22/01/2020

O Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência assinou um contrato com o Programa Tecnológico de Apoio Geral da Agência Espacial Europeia para testar tecnologias com capacidade de deteção de plásticos em zonas costeiras e em águas pouco profundas. As medições, feitas a partir de aviões tripulados e drones, vão decorrer ao largo da ilha do Faial, nos Açores.

Os testes em ambiente real vão decorrer durante os meses de maio e junho, permitindo aos investigadores avaliar se os sensores hiper-espectrais são realmente eficazes e quais os limites dos mesmos. Vai ser igualmente analisada a capacidade de identificar diferentes tipos de plástico, com base nas respetivas assinaturas espectrais.

O objetivo é otimizar as tecnologias testadas para que possam ser usadas em satélites de monitorização, apoiando, desta forma, o combate à poluição por plásticos nos oceanos.

O projeto conta também com o apoio do Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia, do Institute of Marine Research / Centro Okeanos da Universidade dos Açores e do Atlantic International Research Centre.