ETAR BARREIRO/ MOITA CONTRIBUI PARA PRESERVAÇÃO DO TEJO

21/02/2020

A ETAR Barreiro/Moita está a receber os efluentes da Baía Tejo - Barreiro desde outubro de 2019 o que, em três meses, já permitiu reter 5,4 toneladas de matéria orgânica. O resultado deve-se à ligação construída entre o Parque Empresarial da Baía do Tejo à ETAR da SIMARSUL.

Anualmente, a infraestrutura vai receber um total estimado de cerca de 450 mil m3 de águas residuais provenientes da referida baía, contribuindo significativamente para a preservação do rio Tejo, o maior estuário da Europa Ocidental e que constitui a maior zona húmida do país, bem como uma das mais importantes da Europa.

Para assinalar a relevância desta ligação, teve lugar no auditório da ETAR do Barreiro/Moita, uma sessão com a presença do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, da Secretária de Estado do Ambiente, Inês Costa, e dos presidentes da Câmara Municipal do Barreiro, Frederico Rosa, da SIMARSUL, António Ventura, e da Baía do Tejo, Jacinto Pereira.

A ETAR do Barreiro/Moita constitui a maior infraestrutura da SIMARSUL - Saneamento da Península de Setúbal, SA, empresa do Grupo Águas de Portugal à qual está atribuída a concessão da gestão e exploração do sistema multimunicipal de saneamento de águas residuais da península de Setúbal, abrangendo os municípios de Alcochete, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal.