EPAL, CML E GEOTA RECUPERAM CONCEITO DE BEBEDOUROS DE LISBOA

02/03/2020

Capital Verde Europeia 2020, Lisboa vai contar com uma nova rede de bebedouros para consumo de água da rede pública, de forma acessível, gratuita e facilitada. A instalação vai ser gradual, prevendo-se as 200 unidades até 2021. O primeiro já foi inaugurado na Av. da Liberdade. 

Para além das que faz sentido recuperar, o projeto identificou localizações mais estratégicas para colocação de equipamentos mais modernos e inclusivos, tanto em espaços abertos como fechados.

Os novos bebedouros podem ser utilizados por crianças, adultos e pessoas com mobilidade reduzida, disponibilizando também água para animais de estimação de forma higiénica e segura. Além disso, promovem outra vertente: a de encher qualquer garrafa de água, o que contribui para a redução de plásticos.

Este projeto da EPAL, Câmara Municipal de Lisboa e GEOTA (Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente) é apenas um dos vários acordos de colaboração que serão desenvolvidos ao longo dos próximos dois anos, tendo sempre como mensagem principal o uso da água da torneira, a boa gestão da água, a cidade de Lisboa, o ambiente e a sustentabilidade do planeta.