COVID-19: ONU LANÇA PLANO GLOBAL DE RESPOSTA HUMANITÁRIA

25/03/2020

No âmbito da pandemia de COVID-19, António Guterres, Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), apelou a uma resposta coordenada entre o mundo, sublinhando que “as respostas individuais de cada país não serão suficientes» para lidar com o novo coronavírus. Detetado em dezembro na China, o vírus já infetou mais de 428 mil pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 19 mil morreram.

Através de uma conferência de imprensa da UN Web TV (canal de televisão online da ONU), transmitida via Twitter, Guterres anunciou hoje que a ONU vai lançar um Plano Global de Resposta Humanitária, que prevê doações até dois mil milhões de dólares, uma medida a prolongar-se até dezembro de 2020.

O objetivo é “capacitar o combate ao vírus nos países mais pobres do mundo, atendendo às necessidades das pessoas mais vulneráveis, incluindo mulheres e crianças, idosos, deficientes e doentes crónicos”, revela o Secretário-Geral da ONU.

A conferência contou também com as intervenções de Tedros Adhanom, Diretor-Geral da Organização Mundial de Saúde, de Henrietta Fore, Diretora-Executiva da UNICEF e de Mark Lowcock, Subsecretário-Geral de Assuntos Humanitários e Coordenador de Socorro da ONU.

O continente europeu é atualmente o que regista maior número de novos casos, 226 000, sendo Itália o país com mais vítimas mortais em todo o mundo. Contabiliza 6 820 mortos em 69 176 diagnósticos positivos e, desses infetados, mais de sete mil já foram dados como curados pelas autoridades.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde indicou hoje que o surto de Covid-19 já provocou 43 mortes e 2 995 infetados. Dada a evolução da pandemia, a 17 de março o Governo declarou o estado de calamidade pública no concelho de Ovar e, desde a meia-noite do dia 19, todo o país se encontra em estado de emergência, que vigorará até às 23:59 do dia 2 de abril.