EPAL CONSTRÓI CENTRAL HIDROELÉTRICA NA ETA DA ASSEICEIRA

06/08/2020

A EPAL vai construir uma central hidroelétrica na Estação de Tratamento de Água (ETA) da Asseiceira, que permite produzir energia nas tubagens que transportam água potável para Lisboa, transformando-a na primeira ETA do mundo 100% autossustentável em energia, sem recurso a painéis fotovoltaicos.

Previsto no Programa EPAL 0% Energia, que tem como objetivo atingir, até 2025, a neutralidade energética, o investimento ronda os cinco milhões de euros.

Ao turbinar a água nas condutas que transportam água para Lisboa, a nova central hidroelétrica vai permitir que a ETA atinga a neutralidade energética, assim como a Estação Elevatória (EE) de Castelo do Bode o que, para além dos benefícios ambientais e económicos, possibilita o aumento da resiliência face a tempestades, dado que a alimentação à ETA e à EE de Castelo do Bode será feita através de linha privativa instalada no subsolo.

Ainda no âmbito do projeto EPAL 0% Energia, encontram-se já em concurso outros investimentos, designadamente a empreitada de aumento de eficiência energética (2,2 milhões de euros) e mini-hidroelétrica de 1,5 MW (4,9 milhões de euros) da ETA de Asseiceira, bem como a referente às Centrais Fotovoltaicas da Estação Elevatória de Telheiras, de 0,5 MW, e do Parque das Nações, de 0,7 MW, (1,8 milhões de euros).