“AMNION” PATENTE NO MUSEU DA ÁGUA DE COIMBRA ATÉ JANEIRO DE 2021

15/10/2020

A exposição de pintura, escultura e fotografia “Amnion”, da autoria de Juan Domingues, Pedro Figueiredo e Vitor Murta, respetivamente, é a mais recente iniciativa da Águas de Coimbra no respetivo Museu da Água. Está patente até ao dia 10 de Janeiro de 2021, podendo ser visitada de terça a domingo, entre as 14h00 e as 18h00.

AMNION é uma alegoria à vida, que aparece representada pela figura da mulher e pelo elemento água. A mostra, exposta no Museu da Água de Coimbra, é uma substância líquida, incolor, inodora e insípida, exacerbando o olhar particular dos três artistas sobre o tema água e as muitas coisas que pode ser este elemento: um bem necessário e essencial à vida, um habitat, um recurso global que permite o desenvolvimento de diferentes atividades humanas, um regulador de temperatura e, ultimamente, o “fim” de um conjunto de poluentes e “início” de um enorme problema - a poluição por plásticos e microplásticos.

A força e a resiliência feminina estão refletidas a cada momento nesta exposição, que abarca um horizonte temporal que vai de Luís Camões e das tágides, ninfas que habitam os rios Tejo e Mondego, até aos dias de hoje, sendo o espectador convidado a estabelecer ligações e a tecer a sua própria narrativa com as personagens dos três capítulos, balizados pelas diferentes artes: desenho/pintura, escultura e fotografia.