ÁGUAS DO VALE DO TEJO INICIA MAIS DUAS EMPREITADAS

16/10/2020

A Águas do Vale do Tejo continua a investir nas respetivas infraestruturas, iniciando esta semana mais duas empreitadas: o lote I da conceção/construção de cinco ETAR nos concelhos de Portalegre, Avis e Arronches, bem como a construção da conduta que vai ligar o sistema da EDIA (Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva) à ETA do Monte Novo, no concelho de Évora.

A primeira visa dotar os subsistemas de Carreiras e Alagoa, no concelho de Portalegre, de Figueira e Barros e Valongo, no concelho de Avis, e o subsistema de Esperança, no concelho de Arronches, de infraestruturas de tratamento adequado. Os trabalhos têm em vista o cumprimento dos níveis de qualidade exigidos pelo normativo nacional e comunitário em vigor, em especial da Diretiva 91/271/CEE, do Conselho de 21 de maio, para as águas residuais produzidas nestas localidades. A obra representa um investimento de 1,6 milhões de euros, com um prazo de execução de 545 dias, tendo sido adjudicada à empresa Ambiágua.

Já a segunda empreitada cumpre o previsto no contrato de concessão para as origens de água do subsistema de abastecimento de Monte Novo. Ao abastecer os Municípios de Évora, Reguengos de Monsaraz e Mourão, este tem como origem uma captação em torre na albufeira do Monte Novo, em como outras captações subterrâneas de menor dimensão. Com a presente intervenção passa a dispor de uma origem alternativa, aumentando a resiliência do sistema e qualidade do serviço prestado aos municípios. Os trabalhos têm um investimento de 1,8 milhões de euros e um prazo de execução de 240 dias, tendo sido adjudicados ao consórcio Tecnovia/Sotecnisol.

Atendendo ao contexto de pandemia, as obras decorrem de acordo com as medidas de prevenção, proteção e segurança tendo por base as medidas previstas no Plano de Contingência da empresa e nas diretrizes vigentes a nível nacional.