APDA ABORDA ECONOMIA CIRCULAR NO SETOR DA ÁGUA

21/01/2019

A Economia Circular, como modelo conceptual ou ferramenta operacional, vai permitir incrementar a eficiência hídrica nos diferentes setores. É sob este mote que a APDA impulsiona a Conferência “Transição para a Economia Circular no Setor da Água: Desafios e Oportunidades”, a decorrer no dia 28 de fevereiro, no Auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Porto.

Aprovado o Plano de Ação para a Economia Circular em Portugal, em linha com as diretrizes internacionais (Convenção Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas, Acordo de Paris e Objetivos do Desenvolvimento Sustentável), na ótica da melhoria da eficiência dos recursos, onde se inclui a água e significativo incremento da sua reutilização e reciclagem, é necessário perceber melhor quais as implicações desta resolução.

Para tal, é necessário tomar consciência que a água deve ocupar um papel central no que diz respeito à otimização dos respetivos usos, redução dos consumos e das perdas, aproveitamento de águas pluviais e reutilização de águas residuais tratadas para fins compatíveis. Também a valorização de lamas provenientes de estações de tratamento e de efluentes pecuários, como fonte de matéria orgânica, nutrientes e energia, passíveis de serem recuperados e reutilizados, deve estar presente. 

Torna-se igualmente essencial atender ao Plano de Ação Europeu para a Economia Circular, inserido na Iniciativa EU 2020, numa Europa mais eficiente em termos de recursos estratégicos, nomeadamente, na segurança hídrica.

Os temas em destaque neste encontro da APDA, que coincide com a celebração do seu 31º aniversário, visam traduzir-se em mais um contributo para a sustentabilidade das políticas públicas do setor da água para a próxima década.

Consulte o programa e inscreva-se aqui.




Design Binário